Operação Lei Seca no Carnaval



lei-seca-carnaval3-770

No bloco de carnaval Empolga, cerca de 30 agentes da Operação Lei Seca no Carnaval , da Secretaria de Governo, realizaram, neste sábado (14/02/15), uma ação de conscientização no bloco Empolga às 9, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Para alertar os foliões sobre os riscos de se misturar álcool e direção, foram distribuídos adesivos com o tradicional slogan da operação e também ventarolas estampadas com a ilustração do Soprinho personagem das histórias em quadrinhos da OLS – feita pelo desenhista Daniel Azulay. Além disso, seis agentes fantasiados de homem-balão ajudavam a atrair a atenção do público, reforçando a ação educativa.

 A Operação Lei Seca se faz presente no carnaval de rua, levando a mensagem de diversão e lazer, mas, ao mesmo tempo, lembrando as pessoas de que a volta pra casa deve ser segura, sem misturar álcool e direção. Essa é a essência da ação, sensibilizando as pessoas sobre a importância de se preservar vida e de ter um trânsito mais seguro. Interagir com as pessoas na rua, em um momento de festa, é uma forma interessante de transmitir a mensagem da operação, contribuindo para a mudança de cultura – afirmou o comandante geral da Operação Lei Seca, coronel Marco Andrade.

 É uma campanha muito válida, porque as pessoas se divertem e se conscientizam sobre a importância de não assumir o volante após beber. Isso é um erro grave, que pode custar vidas e não há como voltar atrás. Por isso, eu mesmo vou voltar pra casa de táxi após o bloco, porque não gosto de correr riscos – disse a carioca, que mora no Catete.

lei-seca-carnaval2-770

 A Operação Lei Seca no Carnaval é necessária e ajuda a salvar vidas. A integração dos agentes e o público é muito interessante, porque transmite uma mensagem boa e de forma simples e marcante. Sou a favor desse tipo de campanha, porque os riscos são reais. Seis amigos meus já se envolveram em acidentes de carro após dirigirem alcoolizados, e se tivessem se conscientizado dos riscos, isso não teria acontecido – disse Ana, que é natural da cidade de Muriaé.

-É um lembrete de que a gente não pode bobear. No carnaval,a gente se diverte, mas não pode perder a responsabilidade. Álcool e direção não combinam – concluiu a jovem.

Ao longo de todo o Carnaval – até terça-feira, dia 17/02/15 – todos os 250 agentes da Operação Lei Seca vão atuar nas ações de fiscalização e de conscientização. No total, serão realizadas 75 blitzes no período, inclusive diurnas, nas saídas das praias e no interior do estado. As equipes de conscientização marcarão presença em 30 eventos carnavalescos, entre blocos e desfiles do Sambódromo, até o final do feriadão. 

Gov-rj

Fotos- Marcelo Horn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>