Transcarioca



TranscariocaInauguração da Transcarioca

mergulhao1O prefeito Eduardo Paes e a presidenta Dilma Rousseff inauguraram, na manhã deste domingo (01/06/14), em Madureira, o BRT (Bus Rapid Transit)Transcarioca, que liga a Barra da Tijuca à Ilha do Governador (Aeroporto Internacional Tom Jobim).Continue lendo..




Ponte Estaiada da Av. Ayrton Senna


ponte-estaiada-150Prefeitura do Rio inaugurou dia 24/12/2013 a ponte estaiada da Barra da Tijuca, batizada Ponte Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales.
Com aproximadamente 900 metros de extensão e erguida sobre a ligação das lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca.


Montagen das estruturas metalicas


Na Avenida Ayrton Senna, próximo à Avenida Abelardo Bueno, na Barra da Tijuca, os mastros da ponte estaiada já estão concluídos. As pistas por onde passarão os carros e o Ligeirão têm de ser concretadas no mesmo ritmo, motivo pelo qual esta deve ser o último trecho da TransCarioca a ser inaugurado. Já os pilares da ponte estaiada da Ilha do Governador estão em fase de conclusão, e uma das pistas que dá acesso à Avenida Rio de Janeiro já foi inaugurada. Haverá duas estações de desembarque, em cada um dos terminais do aeroporto, no espaço onde hoje funciona o estacionamento. Ao todo, serão 45 estações e sete pontos de integração .



Visão da ponte estaiada, que fará parte do trajeto do BRT Transcarioca. A ponte será sustentada por cabos e fará a ligação das lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca, em um trecho da Avenida Ayrton Senna. As obras começaram no último mês de outubro e o término está previsto para o fim de 2013. Confira o video de como será a ponte.

As Obras da Transcarioca

No dia 30/6/12, foi inalgurado o mergulhão Billy Blanco, que faz parte da 1ª fase de construção da Transcarioca – corredor expresso que vai ligar a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim. Localizado próximo à Cidade das Artes, o novo mergulhão permitirá que a pista destinada ao BRT passe onde havia o encontro das avenidas Ayrton Senna e das Américas, além de receber o trânsito de que vem da pista lateral da Avenida das Américas , sentido Recreio dos Bandeirantes ou praia.

mergulhao2 mergulhao1


Esse mergulhão faz parte de um projeto que vai permitir que o trabalhador cruze todo subúrbio carioca, desde o Terminal Alvorada até o Aeroporto Galeão, com maior mobilidade. Assim mudamos a vida da cidade e das pessoas .

Construído em 15 meses, esse é o segundo mergulhão inaugurado no traçado da Transcarioca. O primeiro foi o mergulhão Clara Nunes, no Campinho.

Mergulhão do Campinho

No dia 25/6/2012, a Prefeitura do Rio inaugurou a duplicação do Viaduto Negrão de Lima e o Mergulhão Clara Nunes, em Campinho. Essas são as primeiras intervenções da Transcarioca – corredor viário que ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim – e uma das mais importantes obras viárias na preparação da cidade para os Jogos Olímpicos de 2016 já entregues à população.

transcarioca
                Mergulhão do Campinho

A transcarioca será uma importante via expressa de ônibus articulados os Brts da cidade do Rio de Janeiro que ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim.

 A TransCarioca terá 39 km de extensão e 45 estações entre o Cebolão na Barra e o Aeroporto do Galeão. O projeto original era de 28 km entre a Barra e a Penha, porém, a Casa Civil da presidência da República condicionou a liberação do empréstimo do BNDES à prefeitura à extensão do projeto até o Aeroporto do Galeão, pois estudos mostravam que o acréscimo faria o sistema atender mais cem mil usuários por dia.

 A TransCarioca passará por vias como a Avenida Ayrton Senna na Barra da Tijuca, Nelson Cardoso e Cândido Benício em Jacarepaguá, e a Avenida Ministro Edgar Romero em Madureira. Terá integrações com a TransOeste, estações de trêm, linhas de ônibus convencionais e a Linha 2 do Metrô. A criação de canaletas segregadas por onde circularão veículos articulados exigirá, nos trechos de tráfego mais pesado, a construção de mergulhões (na Barra da Tijuca) e um novo  acesso entre Campinho e Madureira.

 De acordo com a Prefeitura do Rio, 3630 imóveis na Barra, em Jacarepaguá, Madureira, Vicente de Carvalho e Brás de Pina, entre outros bairros, terão que ser desapropriados integralmente ou parcialmente para viabilizar o corredor de transporte. A previsão é a de que o corredor viário pode custar R$ 790 milhões, e somando-se ao valor das desapropriações, de R$ 300 milhões, o gasto total ultrapassará R$ 1 bilhão.

A TransCarioca deve receber pelo menos 300 mil pessoas por dia, segundo estimativas do governo. A expectativa era de que as obras começassem até março de 2010, sendo concluídas em duas fases: a primeira etapa (Barra-Madureira), até março de 2012; e a última (Madureira-Penha), no primeiro trimestre de 2013. Porém, a obra só começou em março de 2011 . A entrega da obra foi adiada de 2012 para dezembro de 2013, ficando pronta antes da Copa do Mundo de 2014. O projeto faz parte do pacote de obras proposto pela prefeitura para melhorar o transporte público da cidade para os Jogos Olímpicos de 2016

Mergulhão de Campinho

              

  TRANSOESTE    TRANSOLIMPICA
 

    •           

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>