Piedade



 

Piedade é um bairro de classe média da Zona Norte do Rio de Janeiro, tendo como referência a Igreja de Nossa Senhora da Piedade, estação de ferroviária, o Campus da falida Faculdade Gama Filho, hospital da Piedade a refinária de açucar no centro do bairro e o crescimento das atividades pelo bairro.

A Igreja Nossa Senhora da Piedade – RJ

piedade-igreja-da-piedade

Bem no início do século XX, a região do atual bairro de Piedade tinha uma característica essencialmente rural. Havia pequenos sítios e lotes de terra, como também uma vasta propriedade herdada do engenho em atividade no século XIX. No segundo decênio do século XX, o Bairro já passava por uma leve urbanização, estimulada pela movimentação de trabalhadores em direção ao subúrbio, fato reforçado pela presença da estação de trem. Por esta época, a comunidade em formação já ansiava por uma Igreja que suprisse suas necessidades espirituais, por isso, foi iniciada a construção da Capela Pública de Piedade. Ela situa-se na rua da Capela, nesta ocasião, a Congregação dos Padres Salvatorianos, por seu caráter missionário, procurava uma região para se estabelecer e exercer sua vocação evangelizadora. Por acordo com o Cardeal Arcebispo D. Joaquim Arcoverde Albuquerque Cavalcanti, os Salvatorianos foram para a emergente região do atual bairro de Piedade, adquirindo um terreno  na atual Clarimundo de Melo.

Campus da Gama Filho

A história da Universidade Gama Filho começou em 1939, quando o Ministro Luiz Gama Filho criou o Ginásio Piedade, a UGF era uma das mais importantes instituições de Ensino Superior do Rio de Janeiro. Conta com o Campus Gonzaga da Gama Filho atualmente fechado devido ao termino da faculdade.


Historia do Bairro de Piedade

Teve origem no ponto onde hoje fica a Igreja de Nossa Senhora da Piedade. De cima, é possível ter uma boa visão de como a região cresceu. Entre Cascadura e Quintino Bocaiuva, a Piedade começou a ser ocupada em meados do século XVIII. O bairro faz divisa com os bairros de Quintino Bocaiúva, Cavalcante, Pilares, Tomás Coelho, Abolição, Encantado, Água Santa e Freguesia.

Com a chegada do trem, vieram o progresso, mais moradores e um problema: o lugar ficou conhecido pelo nome da estação, Gambá. O nome foi dado por dom Pedro II, durante uma viagem. “No momento de expansão ferroviária do Império em direção à Zona Norte da cidade do Rio, o imperador resolveu fazer uma parada em uma região onde havia vários gambás. Por conta disso, o lugar ficou conhecido como Parada Gambá ou Estação Gambá”, explica o historiador André Nunes. Como o nome Parada Gambá não agradava muita gente, uma moradora do bairro decidiu escrever uma carta para o diretor da Estrada de Ferro Central do Brasil, no fim do século XIX.

O texto era o seguinte: “Por piedade, doutor, troque o nome da nossa estaçãozinha”. O apelo acabou dando certo. “O diretor respondeu: ‘Minha senhora, será feito. E o nome do bairro será Piedade’. Ela gostou, e o bairro ficou assim”, diz o historiador. Favelas Já com novo nome, o bairro ganhou ao longo dos anos quatro elementos marcantes: o River Futebol Clube, fundado em 1914, dirigido pelo Ministro Gama Filho e primeiro clube do jogador Zico; a igreja gótica do Divino Salvador (localizada na ‘R. Divino Salvador’, em Piedade) é de 1910 e tem no altar uma pintura em estilo modernista; uma importante refinaria de açúcar, de 1927, até hoje funciona; a primeira Universidade do subúrbio carioca, a Universidade Gama Filho, foi fundada em 1939 (naquela época, Colégio Piedade) pelo Ministro Luiz Gama Filho. Foi o primeiro bairro do subúrbio carioca a ter energia elétrica . Sua estação de trem foi fundada em 17 de abril de 1873, além de ser o bairro onde morreu Euclides da Cunha .


MAPA DO BAIRRO DE PIEDADE

 

Fotos do Bairro de Piedade        

piedade-acesso-400

 

piedade-acesso-400

 

piedade-comercio-400

3 thoughts on “Piedade

  1. Amo esse bairro morei lá.

    • Também morei lá na infância e adolescência, tenho muitas lembranças…

    • Tenho um imóvel lá, entretanto, as autoridades nada estão fazendo p/ reativar, ou dar uma destinação aquela área enorme do campus da extinta Universidade Gama Filho. A cada dia os imóveis se desvalorizam, os comércios fecham, o desemprego aumenta e a bandidagem também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>