Cultura



A vida cultural do estado está espelhada principalmente na capital, a cidade do Rio de Janeiro.

  O município de Niterói, nos últimos anos começou uma grande revolução nesse setor quando houve a inauguração do Museu de Arte Contemporânea da Cidade (Obra de Oscar Niemeyer), o Caminho Niemeyer, projeto do mesmo arquiteto do MAC, que contará com teatro, cinemas, museu, igrejas e um centro de memória.

      Atualmente a produção do cinema nacional em sua maioria foi realizada por produtoras sediadas na capital fluminense, que possui, também, cerca de 180 salas de cinema, maior proporção do país entre as capitais, e a maior proporção também de museus, (80 no total e 43 teatros).

      Entre os principais museus do estado estão o Museu Imperial de Petrópolis, Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), o Museu Histórico Nacional, o Museu Histórico da República, o Museu Chácara do Céu, o Museu de Arte Moderna (MAM), o Museu da Quinta da Boa Vista, o Museu da Vida da Fundação Oswaldo Cruz, o Museu de Arte Contemporânea (MAC) e o do Forte de Copacabana – Museu Histórico do Exército.

     Também está em construção no municipio do rio, na Barra da Tijuca, a Cidade da Música  , um complexo que abrigará a maior sala de concertos da América Latina.



ESPAÇOS CULTURAIS

      • Academia Brasileira de Letras
        O prédio, reprodução do Trianon de Versalhes, foi construído para abrigar a representação francesa na Exposição Internacional Comemorativa da Independência do Brasil, em 1922 e doado posteriormente, pelo Governo da França para sediar a Academia Brasileira de Letras. Nas visitas guiadas, com uma hora de duração, o público terá a oportunidade de conhecer as dependências da Casa de Machado de Assis que incluem o Salão Nobre, reservado às solenidades e, ainda, a sala onde se reúnem, todas as quintas-feiras, os imortais. O Café Academia, aberto de segunda a sexta-feira das 9 às 18h é uma opção para almoços rápidos e, também, conta com serviço de chá.
        Inscrições para visitas guiadas de março a novembro, com vagas limitadas.
        Endereço: Av. Presidente Wilson, 231 – Castelo
        Tel.: (21) 3974-2500
        Fax: (21) 2220-6695
        Email: secretaria@academia.org.br
        Website: http://www.academia.org.br
        Horário: Seg-Qua-Sex, 14 e 16h

        Biblioteca Nacional
        O prédio, projeto de Francisco Marcelino de Souza Aguiar, foi inaugurado em 1910. Em estilo neoclássico, com imponente escadaria até o primeiro andar, é circundado de colunas corínticas. Seu acervo começou a ser constituído no século XVIII e reúne cerca de 9 milhões de peças entre raridades, como cartas da princesa Isabel quando ela tinha apenas 10 anos, os primeiros jornais impressos no país, além de muitos documentos históricos. Nele destacam-se dois exemplares da Bíblia de Mogúncia, impressa em 1462 pelos continuadores de Gutenberg, a edição dos Lusíadas de 1572, a coleção De Angelis e a coleção Teresa Cristina, doação de D. Pedro II.
        Entrada Franca
        Visitas Guiadas: 11, 15 e 17h
        Visitas Guiadas para escolas, grupos e instituições com marcação prévia.
        Endereço: Av. Rio Branco, 219 – Centro
        Tel.: (21) 2220-9484
        Fax: (21) 2220-4173
        Website: http://www.bn.br
        Horário: Seg-Sex, 9-20h – Sáb, 9-15h

        Casa da Ciência
        Centro Cultural de Ciência e Tecnologia da UFRJ

        É um centro de divulgação científica, a partir de exposições originais que têm como marca a interatividade e a interdisciplinaridade. O centro apresenta, também, produções audio-visuais, espetáculos musicais e teatrais e projetos itinerantes.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Lauro Müller, 3 – Botafogo
        Tel.: (21) 2542-7494
        Email: casadaciencia@casadaciencia.ufrj.br
        Website: http://www.casadaciencia.ufrj.br
        Horário: Ter-Sex, 9-20h – Sáb-Dom e Feriados, 10-20h

        Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa
        Construído pela família Seabra nos anos 20 do século passado, tombado pelo Patrimônio Histórico em 1996, o palacete, de arquitetura eclética, funciona como Centro Cultural e oferece ao visitante, sala de exposições, livraria, restaurante e salão de chá.
        Endereço: Praia do Flamengo, 340 – Flamengo
        Tel.: (21) 2551-1278
        Horário: Diariamente, 13-22h


        Casa França Brasil

        Construído em 1820 o edíficio se caracteriza pela severidade da fachada neoclássica, amenizada pela graça da elevação alternada dos telhados, o que deixa transparecer o traço elegante do arquiteto GrandJean de Montigni. Seu grande espaço interno é subdividido e abriga exposições temporárias de arte, eventos, tais como a Bienal Internacional de Quadrinhos. Possui sala de cinema e vídeo.
        Visitas guiadas por museóloga com marcação prévia de uma semana.
        Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 78 – Centro
        Tel.: (21) 2253-5366
        Email: casafrancabrasil@fcfb.rj.gov.br
        Website: http://www.fcfb.rj.gov.br
        Horário: Ter-Dom, 12-18h

        Centro Cultural Afro-Brasileiro de Nilópolis
        Escola Municipal de Capoeira Mestre Pastinha.
        Especializado na cultura negra, atende às carências de informações sobre o tema. Possui biblioteca pedagógica, escola de capoeira com a direção técnica do mestre Reginaldo Pimentel e atividades como a hidrocapoeira e exposições.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua João Evangelista de Carvalho, 1.661 – Nilópolis
        Tel.: (21) 2692-9883
        Horário: Seg-Sex, 8-19h

        Centro Cultural Arteclara
        O atrativo do lugar é o funcionamento 24h com todas as opções de entretenimento e lazer. O espaço conta com um teatro – Arteclara, uma cafeteria, uma loja de conveniência que vende livros, revistas, CDs e DVDs. uma charutaria, uma área para lazer infantil e duas salas para cursos.
        Endereço: Rua Lopes Quintas, 180 – Jardim Botânico
        Tel.: (21) 2529-8889 / (21) 2529-8458

        Centro Cultural Banco do Brasil

        Em 1989 foi aberto o Centro Cultural, o mais completo da cidade, com magnífica biblioteca com cerca de 140 mil volumes sobre assuntos gerais, economia e coleções de períodicos. Possui três teatros, quatro cabines de vídeo, um cinema, dois auditórios utilizados para cursos, palestras e seminários, várias salas de exposição e, ainda, um salão de chá, um restaurante e uma bomboniére.

        Durante o Carnaval: Sáb e Dom, 10 – 18h
        Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
        Tel.: (21) 3808-2020
        Fax: (21) 3808-2101
        Website: http://www.cultura-e.com.br
        Horário: Ter-Dom, 10-21h

        Centro Cultural Calouste Gulbenkian
        O prédio, de três pavimentos, abriga o Teatro Gonzaguinha, um auditório, uma sala de vídeo, a galeria de arte Ismael Nery e vinte salas e oficinas onde são ministrados os cursos de formação de artistas e técnicos em profissões ligadas à arte. O Centro promove programação gratuita de shows musicais, espetáculos teatrais, mostras de vídeo e exposições de arte.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Benedito Hipólito, 125 – Centro
        Tel.: (21) 2503-4622
        Email: ouvirmulher@pcrj.rj.gov.br
        Horário: Seg-Sex, 9-17h

        Centro Cultural Correios
        O espaço promove eventos culturais em áreas diversas, como teatro, vídeo, música, artes plásticas, entre outras atividades. Ele é dotado de três pavimentos interligados por um elevador do início do século de onde se pode obter uma visão panorâmica de todo o ambiente interno.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro
        Tel.: (21) 2503-8770
        Website: http://www.correios.com.br
        Horário: Ter-Dom, 12-19h

        Centro Cultural da Saúde
        O palacete, em estilo sóbrio, foi projetado por Gastão Bahiana para ser o Pavilhão da Estatística na exposição do centenário da Independência, em 1922. Ali também funcionou a Vigilância Sanitária. Como Centro Cultural da Saúde, pertence à Coordenação Geral de Documentação e Informação da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde e funciona como espaço para abrigar exposições, dotado de auditório para seminários e vídeos.
        Entrada Franca.
        Endereço: Praça Marechal Âncora, s/nº – térreo – Centro
        Tel.: (21) 2240-5568 / (21) 2240-2845
        Fax: (21) 2240-2813
        Email: ccs@ccs.saude.gov.br
        Website: http://www.ccs.saude.gov.br
        Horário: Ter-Sáb, 10-17h

        Centro Cultural Jongo da Serrinha
        Desde 1970 as famílias herdeiras da tradição do jongo do morro da Serrinha,com o intuito de preservar e divulgar o ritmo, se apresentam artísticamente com o grupo intitulado Jongo da Serrinha responsável pela divulgação do gênero nacionalmente e pela permanência da tradição na comunidade até os dias atuais através de pesquisas e registros junto aos idosos. O jongo é uma dança de roda trazida de Angola para a região sudeste do país pelos negros escravizados da nação Bantu durante o período do Brasil colonial. O jongo, ritmo exclusivo desta região do país é considerado um dos “pais do samba” e influenciou profundamente a formação da música popular brasileira.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Balaiada s/nº – Morro da Serrinha
        Tel.: (21) 3457-4176
        Email: contato@jongodaserrinha.org.br
        Horário: Seg-Sex, 9-17h

         

        Centro Cultural José Bonifácio
        O Centro está localizado na Gamboa, bairro da zona portuária da cidade, que guarda aspectos importantes da história do Negro no País, dentre eles, a literatura de Machado de Assis – nascido no Morro do Livramento. O prédio onde está instalado é em estilo neoclássico, típico da arquitetura urbana do Segundo Reinado e foi construído em 1877 para abrigar a Escola José Bonifácio. O Centro Cultural José Bonifácio foi criado em 1983 e tem como objetivo preservar, promover e divulgar, através de estudos e intercâmbios entre instituições nacionais e internacionais, a memória da cultura afro-brasileira bem como manter atividade catalisadora de ações culturais: apresentação de filmes e vídeos, seminários, exposições, teatro e dança, depoimentos e organização de um cervo bibliográfico.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Pedro Ernesto, 80 – Saúde
        Tel.: (21) 2253-6255
        Fax: (21) 2233-7754
        Horário: Seg-Sex, 9-18h

        Centro Cultural Justiça Federal – CCJF
        O histórico e belíssimo prédio de quatro pavimentos e cerca de sete mil metros quadrados de área foi sede do Supremo Tribunal Federal de 1909 a 1960. Restaurado, transformou-se no Centro Cultural Justiça Federal, com uma programação de exposições, cujo enfoque é dedicado à arte nacional, sobretudo à fotografia. O primeiro andar abriga a mostra permanente “Justiça e cidadania”. O segundo andar é destinado a exposições temporárias. No térreo há uma exposição com fotos que mostram o prédio antes e depois da restauração, um teatro e espaço para alimentação.
        Entrada Franca.
        Endereço: Av.Rio Branco, 241 – Centro
        Tel.: (21) 2510-8846
        Horário: Ter-Dom, 12-19h

        Centro Cultural Laurinda Santos Lobo
        O espaço é dotado de uma sala de vídeo, três salas de exposições, auditório e possui um acervo fotográfico referente a Laurinda Santos Lobo. No início do século passado seus saraus reuniam expoentes do cenário cultural internacional como, por exemplo, Villa-Lobos e Isadora Duncan.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa
        Tel.: (21) 2242-9741
        Horário: Seg-Sex, 10-18h, Sáb-Dom, 14-18h

        Centro Cultural Light

        O edíficio em estilo renascença americana, construído em 1911, na antiga rua Larga, como sede e garagem de bondes da Light, abriga desde 1994 o centro que participa ativamente da vida cultural da cidade. Em seus diversos espaços e galerias são apresentadas exposições, com destaque para: Espaço Rio Antigo, cujo acervo é composto por fotos históricas de Augusto Malta; Sala Memória, onde estão a mostra, através de fotos, equipamentos e mobiliário, os serviços da The Rio de Janeiro Tramway Light and Power Company; Espaço Di Cavalcanti, com quatro telas desse artista, que formam a Composição Rio, um vigoroso painel do cotidiano da cidade, além do Teatro Lamartine Babo e da Praça Coberta.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Marechal Floriano, 168 – Centro
        Tel.: (21) 2211-7268
        Fax: (21) 2211-7529
        Website: http://www.lightrio.com.br/institucional/cultura/ccl/teccl.shtml
        Horário: Seg-Sex, 11-17h

        Centro Cultural Memórias do Rio
        2222-7380
        Bar e antiquário, a casa possui dois andares com serviço de almoço, e à noite reabre com uma programação variada de ritmos brasileiros. Sua decoração revela o Rio Antigo através de fotografias e personagens da noite carioca de outrora. Bar and antiquarian, the house has two storeys.
        Endereço: Av. Gomes Freire, 289 – Centro
        Tel.: 2221-5441

        Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho
        Castelinho do Flamengo.
        Construído em 1918 e convertido em centro cultural em 1982, o espaço oferece programação que vai desde cabines para programas de Tvs fechadas e vídeo, a salas de exposições temporárias e café.
        Entrada Franca.
        Endereço: Praia do Flamengo, 158 – Flamengo
        Tel. e Fax: (21) 2205-0276 / (21) 2205-0655
        Email: ccodvi@pcrj.rj.gov.br
        Horário: Seg-Dom, 12-18h

        Centro Cultural Suassuna
        O espaço abriga um teatro, um auditório, uma galeria de arte e, também, uma livraria e um café. Sua programação diversificada inclui peças de teatro, exposições, concertos musicais, além de um calendário constante de cursos, workshops e oficinas.
        Endereço: Av. das Américas, 2.603 – Barra da Tijuca
        Tel.: (21) 2439-8002
        Horário: Ter-Qui, 12-18h – Sex-Dom, a partir das 14h

        Centro de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro

        O Centro de Arquitetura e Urbanismo está instalado num palacete construído em 1879, por Joaquim Fonseca Guimarães para sua residência. No século XX passou a abrigar o tradicional Colégio Jacobina, que aí funcionou até meados da década de 70. Em 1987 o prédio foi tombado e, a partir de 1995, sua fachada passou por um minucioso trabalho de consolidação e restauração. O seu interior foi projetado para receber exposições de arquitetura e urbanismo.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua São Clemente, 117 – Botafogo
        Tel. e Fax: (21) 2286-8606 / (21) 2539-2220
        Email: caurj.smu@pcrj.rj.gov.br
        Website: http://www.rio.rj.gov.br/smu/paginas/cau.htm
        Horário: Seg-Sex, 10-18h

        Centro de Arte Hélio Oiticica

        O prédio foi construído no século XIX para sediar o Conservatório de Música e, também acolheu o Conservatório Dramático Brasileiro. Nesse espaço, além de aulas e concertos eram realizadas conferências literárias com poetas e escritores como Olavo Bilac, Coelho Neto, Medeiros e Albuquerque, Viriato Correia e Luiz Edmundo. Localizado na parte histórica do Centro do Rio, o espaço reúne em seu acervo obras do artista plástico Hélio Oiticica e promove exposições temporárias de artistas nacionais e estrangeiros, complementadas com palestras e debates, divulgando a arte contemporânea. Em uma área de 1.950m², com instalações nos moldes dos grandes centros mundiais, equipamentos sofisticados de segurança, climatização e iluminação, abriga seis galerias de exposição, uma sala de conferências, bistrô com opção para almoço e lanche.
        Endereço: Rua Luis de Camões, 68 – Centro
        Tel.: (21) 2242-1012 / (21) 2242-1213
        Fax: (21) 2232-4213
        Horário: Ter-Sex, 11-19h – Sáb-Dom e feriados, 11-17h

        Centro de Artes Funarte
        Localizado no Palácio Gustavo Capanema, o espaço abriga as galerias de artes plásticas Sergio Milliet, Lygia Clark e Macunaíma e uma específica para fotografia. Possui ainda o auditório Gilberto Freyre, com 380 lugares, onde são realizados concertos musicais, cursos, palestras, seminários e projeções audiovisuais. A sala Funarte Sidney Miller, com 250 lugares, apresenta espetáculos de música e MPB (música popular brasileira).
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua da Imprensa, 16 – Centro
        Tel.: (21) 2279-8078
        Horário: Seg-Sex, 9-18h

        Conjunto Cultural da Caixa
        O espaço foi criado em 1987 e é composto pelo Teatro Nelson Rodrigues, considerado um dos melhores palcos do país para teatro e dança, Grande Galeria de Arte, Minigaleria para exposições temporárias, e também pelo bistrô temático ”Camarote Café”. O prédio, um marco da arquitetura da década de 70, tem forma de tronco de pirâmides de bases largas e é envolvido por jardins, passarelas e espelhos d’água. Uma das fachadas é inteiramente decorada com alto-relevo de Carybé e, outra, possui instalação em mármore, da autoria de Pedro Correia de Araújo Filho. Internamente, as paredes do térreo e segundo pavimento são revestidas por gigantescos painéis entalhados em madeira pelos artistas plásticos Ernani Macedo e Roberto Sá e, no terceiro pavimento, fica o mosaico em vidro de Freda Jardim. A programação do Conjunto Cultural da CAIXA tem o objetivo de gerar oportunidades a novos talentos da arte contemporânea e também possibilitar o acesso da população ao trabalho de artistas consagrados nacional e internacionalmente.
        Entrada Franca.
        Endereço: Av. República do Chile, 230 – Centro
        Tel.: (21) 2262-8152 / (21) 2262-5483
        Horário: Seg-Sex, 10-18h, Sáb-Dom e Feriados, 11-15h

        Espaço Alma
        O espaço tem por objetivo incentivar as expressões criativas nas múltiplas linguagens do ser humano. Situado em um prédio do século XIX, mantém sua fachada preservada e o interior totalmente modernizado, com projeto do arquiteto Marco Villarino. Sua programação diversificada oferece música, dança, workshop de literatura e história, artes plásticas, artesanato com peças e réplicas de Mestre Vitalino.
        Endereço: Rua Santa Luzia, 760 – Cinelândia
        Tel.: 2533-1878

         

        Espaço BNDES
        Inaugurado há dezoito anos, o Espaço BNDES já faz parte do roteiro cultural da cidade do Rio de Janeiro. Proporciona cultura e entretenimento gratuitos à população, através da promoção de exposições e shows em sua Galeria de Arte e em seu Auditório.
        Endereço: Av. Chile, 100 – Centro
        Tel.: 2277-7757
        Horário: Seg-Sex, 9h-19h

        Espaço Cultural Constituição
        Casarão reformado que preservou na parte externa da edificação, tijolos aparentes, em algumas paredes, para mesclar o novo e o antigo. No prédio funcionam também a Subprefeitura do Centro, a sede do Corredor Cultural e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
        Endereço: Rua da Constituição, 34 – Centro
        Tel.: (21) 2242-3102
        Horário: Seg-Sáb, 14-18h

        Espaço Cultural Correia Lima
        O Espaço apresenta uma variada programação no campo das artes com espetáculos musicais e teatrais, exposições de pinturas, danças e palestras.
        Endereço: Rua Bento Lisboa, 64 – Catete
        Tel.: (21) 2225-6073
        Fax: (21) 2558-1550
        Horário: Seg-Sáb, 12-21h

        Espaço Cultural da Marinha
        O Espaço Cultural da Marinha está instalado nas antigas docas da Alfândega, construídas sobre área aterrada na segunda metade do século XIX, localizado no final da Praça Quinze de Novembro, em frente à Av. Presidente Vargas. Essa área, antes de ser incorporada à Marinha do Brasil, pertenceu ao Lloyd Brasileiro, companhia de navegação estatal, hoje extinta.
        Entrada Franca.

        Inaugurado em 20 de janeiro de 1996, apresenta uma área expositiva de 1.100m² com três exposições permanentes:

        * GALEOTA D. JOÃO VI
        Embarcação a remo, construída em 1808 e utilizada pela família real portuguesa e brasileira em seus deslocamentos pela baía da Guanabara.

        * EXPOSIÇÃO HISTÓRIA DA NAVEGAÇÃO
        A evolução da arte de navegar retratada desde os meios mais primitivos (canoas) até os gigantescos e modernos petroleiros.

        * ARQUEOLOGIA SUBAQUÁTICA NO BRASIL
        Valioso conjunto de peças resgatadas de embarcações naufragadas na costa brasileira entre 1648 e 1916.

        Endereço: Av. Alfredo Agache, s/nº – Centro
        Tel.: (21) 2104-6025
        Website: http://www.sdm.mar.mil.br/espaco.htm
        Horário: Ter-Dom, 12-17h

        Espaço Cultural Leblon
        O antigo Teatro Leblon amplia o espaço para abrigar a livraria Piccola da Vinci (especializada em artigos importados) e uma galeria de arte.
        Endereço: Rua Conde Bernadote, 26 – Leblon
        Tel.: 2274-3536

        Espaço Cultural Sérgio Porto
        Espaço multimídia e polivalente. Descrito como “…o lugar é um nascedouro de idéias e projetos. É ali que está a geração futura. É de lá que vão sair os próximos atores, músicos e escritores da geração dos 20.” O espaço integra a Rede Municipal de Teatros da Secretaria Municipal de Cultura e abriga atividades diversas numa programação que envolve exposições, espetáculos teatrais, dança, concertos musicais, eventos de poesia, palestras, workshops e debates, além do lançamento de produções em vídeo, Cds e publicações literárias.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Humaitá, 163 – Humaitá
        Tel.: (21) 2266-0896
        Horário: Ter-Dom, 12-21h

        Espaço Cultural Trem do Corcovado
        Seu acervo traça um painel de toda a história do Corcovado com fotos e reportagens do dia da inauguração da estrada de ferro, em 9 de outubro de 1884. Também estão em exposição, um vagão fabricado na Suíça em 1883 e a locomotiva do primeiro trem elétrico do Brasil de 1910, que substituiu o trenzinho a vapor. A grande atração é a cabeça de quatro metros, em terracota sobre estrutura de concreto, esculpida em Paris pelo arquiteto e escultor Paul Landowsky, que serviu de modelo para a estátua do Cristo. Ela está exposta sobre um corpo de vergalhões de ferro e ferro fundido encomendado ao artista plástico Sérgio Marimba.
        Endereço: Rua Cosme Velho, 513 – Cosme Velho
        Tel.: (21) 2558-1329
        Horário: Diariamente, 8:30-18:30h

        Espaço de Memória Bernardo Monteverde
        A história da construção civil e da terceirização de serviços no Brasil tem vários capítulos e num deles certamente se insere a obra do empresário Bernardo Monteverde.
        Empreendedor à frente do seu tempo e que sempre agregou valores humanitários na sua carreira empresarial,  Monteverde vivenciou uma rica experiência ao longo do seu percurso e que  pode ser conhecida através de objetos,  documentos,  fotos e arquivos expostos no Espaço de Memória Bernardo Monteverde,  no centro.
        Este vasto acervo narra uma  parte significativa da trajetória da construção civil no país bem como a carreira deste pioneiro.
        O árduo inicio da trajetória de Bernardo Monteverde  foi marcado por viagens pelo país afora como mascate.  Apesar das dificuldades, a perseverança sempre foi um traço forte no descendente de imigrantes europeus,  nascido em Santa Catarina(1908/1997).
        Movido pela persistência e determinação,  aliado a um grande conhecimento do seu país,  ele  foi obtendo conquistas no setor da construção civil,  manutenção, conservação e desinfecção hospitalar.
        Homem  de visão,  ao mesmo tempo construiu edificações pelo Brasil afora, como por exemplo, o prédio da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, abrigos e pontes do Parque Nacional de Itatiaia(RJ)e o aeroporto de Cuiabá(MT), agências do Banco do Brasil em diversas cidades como:  Itabuna(Bahia)  e Conselheiro Lafaiete(MG) entre outras,  com a marca da Monteverde Engenharia,  fundada há 70 anos.
        Outra forte característica do empresário foi a preocupação com a inclusão social: perto do Natal de 1940,  Bernardo premiou seus funcionários com uma caderneta de poupança. A força da idéia deu origem a proposta do 13º salário,  implantado posteriormente pelo presidente Getulio Vargas.
        Em outra etapa, o pioneirismo de Bernardo Monteverde levou o empresário a erguer diversas construções na então nascente capital federal  Brasília,  convocado pelo então presidente Juscelino Kubitschek. Alem disso, sua empresa preparou com toque de classe outros edifícios públicos da cidade para a inauguração.
        Incansável,  Bernardo Monteverde extrapolava a atividade empresarial e teve olhos para desenvolver  vários projetos humanistas,  de filantropia;  tendo se tornado um mecenas que patrocinou vários projetos culturais que resultaram em títulos de reconhecimento,  como os  de cidadão benemérito do Rio de Janeiro e de Brasília.  Faleceu  em 1997.

        Espaço de Memória Bernardo Monteverde

        Exposição permanente
        Endereço: rua Evaristo da Veiga,  55/5º – Centro – cep: 20031-040
        Funcionamento: de 2ª feira a 6ª feira,  das 10h às 15h(exceto feriados)
        Tel: (21) 2240-4747.  Entrada franca
        Visite o site:  www.monteverde.srv.br
        e-mail:  espacodememoria@monteverde.srv.br.

        Funarte – Centro de Documentação e Informação em Arte
        A Funarte reúne, em seu Centro de Documentação, aproximadamente um milhão de itens sobre artes plásticas e gráficas, música, fotografia, teatro, dança, ópera, circo, cinema e vídeo. Documentos, nos mais variados suportes, preservam a memória cultural do país sobre o patrimônio cultural brasileiro.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua São José, 50/2º – Centro
        Tel.: (21) 2533-8090
        Fax: (21) 2262-4516
        Email: cedoc@funarte.gov.br
        Website: http://www.funarte.gov.br
        Horário: Seg-Sex, 11-17h

        Fundição Arte e Progresso
        O local já funcionou como antiga fábrica de cofres e fogões e é uma das poucas edificações remanescentes, após remodelação de trecho do bairro, na década de 50, para abrir uma grande avenida. Festas, eventos, exposições, cursos ligados à arte são promovidos nesse espaço, que também possui teatro com capacidade para 120 pessoas.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua dos Arcos, 24 / 50 – Lapa
        Tel.: (21) 2220-5070
        Horário: Seg-Sáb, 9-22h

        Instituto de Arquitetos do Brasil do Rio de Janeiro
        A sede do IAB-RJ ocupa prédio tombado, construído em 1904. Com projeto do arquiteto Francisco de Azevedo Monteiro Caminhoá, suas fachadas exibem ornatos e esquadrias em madeira, rigorosamente moduladas e ritmadas, que conferem ao edíficio um caráter solene, de influência européia, peculiar às construções daquela época. Ali funcionou a “Sala das Machinas” da Companhia Ferro Carris Jardim Botânico ( CFCJB ). O Instituto conta com um salão de exposições de 300m2, um auditório para 120 pessoas, um mezanino para exposições com cerca de 200m2 e uma biblioteca.
        Endereço: Rua do Pinheiro, 10 – Flamengo
        Tel.: (21) 2557-4480 / (21) 2557-4192
        Horário: Salão de exposições – Seg-Sex, 12-20h / Biblioteca – Seg-Qua-Qui, 13-20h – Ter-Sex, 13-17h

        Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro
        O IHGB foi fundado em 21 de outubro de 1838, no Rio de Janeiro, por um grupo de intelectuais com intensa vida pública no país. Tem por finalidade preservar a cultura nacional, estimular os estudos históricos, geográficos e de outras ciências sociais, sobre o Brasil, e reunir e divulgar documentos relativos à formação brasileira. Sua biblioteca é formada por cerca de 500.000 títulos, grande parte de obras no século XVI ao XIX, muitas doadas pelo imperador Pedro II, como a preciosa “Coleção Teresa Cristina”. O arquivo reúne 150.000 documentos, entre manuscritos, papéis oficiais e iconografia. O museu, cujo núcleo principal localiza-se no 12º andar, tem próximo de 2.300 peças entre louças, cristais, prataria, condecorações, quadros, mobiliário de época e o famoso crânio do “Homem de Lagoa Santa”.
        Endereço: Av. Augusto Severo, 8/10º, 12º – Glória
        Tel.: (21) 2252-4430
        Horário: Seg-Sex, 10-17h

        Instituto Moreira Salles
        Exposições e estacionamento gratuitos.
        Localizado na Gávea, bairro da zona sul carioca, o IMS-Rio de Janeiro é o maior dos centros culturais da instituição – o conjunto edificado soma 3.000 m2, implantados numa área de 10.500 m2, com jardins abertos ao público. Desenhada por Olavo Redig de Campos e com projeto paisagístico de Roberto Burle Marx, a casa foi inaugurada em 1951 e serviu de residência à família Moreira Salles. Adaptada para seus novos fins, a casa abriga salas de exposição, sala de aula, biblioteca, auditório, cafeteria, loja de arte, ateliê e dependências para hóspedes. A Reserva Técnica Fotográfica do IMS reúne mais de 80.000 fotos, boa parte delas retrata a cidade do Rio de Janeiro.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea
        Tel.: (21) 3284-7400
        Email: ims@ims.com.br
        Website: http://www.ims.com.br
        Horário: Ter-Dom, 13-20h

        Mansão Figner – ArteSesc
        A mansão foi construída em 1912 pelo empresário tcheco Frederico Figner (um dos mais importantes personagens da história da imagem e do som no país e fundador da Casa Edson e da gravadora Odeon), que chegou ao Brasil em 1891, trazendo um fonógrafo à pilha na bagagem, além de diversos acessórios, incluindo cilindros para gravar. Exemplo claro do Ecletismo na arquitetura da cidade, a casa é um exemplar raro da chamada “casa burguesa” do início do século XX e abriga o centro cultural ArteSesc, localizado no primeiro pavimento e no térreo, o Senac Bistrô, um restaurante de culinária contemporânea.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Marquês de Abrantes, 99 – Flamengo
        Tel.: (21) 3138-1343 / (21) 3138-1626
        Horário: Ter-Sab, 12-20h – Dom, 11-17h

        Real Gabinete Português de Leitura
        Construído em estilo de arquitetura manuelina, foi fundado em 1837 e tombado em 5 de outubro de 1970 para preservação de seu patrimônio. Possui mais de 350.000 volumes em seu acervo bibliográfico, reunindo obras raras dos séculos XVI, XVII, XVIII.
        Entrada Franca.
        Endereço: Rua Luís de Camões, 30 – Centro
        Tel.: (21) 2221-3138 / (21) 2221-2960
        Horário: Seg-Sex, 9-18h

        Tempo Glauber
        O casarão abriga o acervo – de filmes, fotos, documentos – do cineasta Glauber Rocha, com exposição permanente.
        Endereço: Rua Sorocaba, 190 – Botafogo
        Tel.: 2527-2272
        Horário: Seg-Sex, 10 às 18h

Museus

 

Fundação Eva Klabin Rapaport
A antiga residência de Eva Klabin Rapaport abriga a coleção de obras de arte por ela reunida ao longo de sessenta anos. Esse acervo, bastante diversificado, é constituído por 1.100 peças procedentes de quatro continentes. Nos vários ambientes da casa-museu podem ser apreciadas peças de antigüidade egípcia, grega e chinesa, além de pinturas, esculturas, prataria, mobiliário e tapetes.
Visitas marcadas previamente por telefone.

Endereço: Av. Epitácio Pessoa, 2.480 – Lagoa
Tel. e Fax: (21) 2523-3471
Email: hcarvalho@evaklabin.org.br
Horário: Qua-Dom, 13-17h

Museu Amsterdam Sauer de Pedras Preciosas

São mais de 3000 peças entre pedras preciosas e mineirais que compõem um dos mais significaticos acervos do gênero. Pode-se, ainda, ver réplicas de duas minas em tamanho natural.
Entrada Franca.
Endereço: Rua Garcia D’Ávila, 105 – Ipanema
Tel.: (21) 2512-1132
Website: http://www.amsterdamsauer.com
Horário: Seg-Sex, 9:30-18h – Sáb, 10-15h

Museu Arquidiocesano de Arte Sacra do Rio de Janeiro
O Museu possui um arquivo precioso com mais de 4.000 peças registradas, tais como: escultura, pintura, mobiliário, prataria, porcelana, medalhística, condecorações, joalheria, objetos devocionais, coleção João Paulo II, etc. De grande valor histórico/religioso, este acervo, composto de peças dos períodos colonial, imperial e republicano, reflete a atuação da Igreja no Brasil, bem como a manifestação de fé de um povo através da arte.
Endereço: Av. República do Chile, 245 – Centro
Tel.: (21) 2240-2669
Horário: Qua, Sáb e Dom, 10-16h Ter, Qui e Sex, visitas orientadas com marcação prévia.

Museu Carmen Miranda
Peças de vestuário, adereços, audiovisuais da famosa cantora dos anos 40. Visitas orientadas com marcação prévia. Entrada Franca.

Endereço: Parque Brigadeiro Eduardo Gomes (em frente ao nº 560 da Av. Rui Barbosa) – Flamengo
Tel.: (21) 2551-2597
Horário: Ter-Sex, 10-17h – Sáb-Dom, 12-17h

Museu Casa de Benjamin Constant
Uma casa de chácara onde viveu Benjamin Constant Botelho de Magalhães, como professor da Escola Militar da Corte, foi um dos disseminadores do positivismo no Brasil e sua participação no movimento republicano teve o apoio desses alunos, a oficialidade jovem do Exército. No governo provisório do Marechal Deodoro da Fonseca foi Ministro da Guerra e da Instrução Pública Correios e Telégrafos, ou seja nosso primeiro Ministro da Educação. Foi professor de matemática e dirigiu o Instituto dos Meninos Cegos, hoje Benjamin Constant. A área arborizada de 10.651 m2, que circunda o museu é ideal para o lazer e está aberta ao público diariamente das 8 às 18h.
Visitas orientadas com marcação prévia. Entrada Franca aos Sábados.

Endereço: Rua Monte Alegre, 255 – Santa Teresa
Tel.: (21) 2509-1248 / (21) 2242-0062
Horário: Qui-Dom, 13-17h

Museu Casa de Rui Barbosa

Rui Barbosa nasceu em 5 de novembro de 1849, em Salvador, Bahia. Tendo realizado os estudos em Recife e São Paulo, cedo ingressou na vida pública como deputado provincial e geral. Jurisconsulto, jornalista, político e diplomata, participou ativamente de movimentos decisivos na dinâmica da História do Brasil. A mansão onde está instalado o Museu serviu de residência a Rui Barbosa durante os últimos 28 anos de sua vida. Sua construção data de 1849 e representa um importante documento arquitetônico carioca do século XIX, de influência neoclássica. Constituem o acervo do Museu, 1.400 peças de mobiliário, objetos decorativos e de uso pessoal, quadros e viaturas, destacando-se um automóvel Benz de 1913 além de preciosa biblioteca. O parque, de cerca de 9.000m², é uma das poucas áreas verdes abertas ao público no bairro de Botafogo. Com atividades recreativas atrai o público infanto-juvenil e, também, as pessoas da terceira idade.
Entrada Franca.

Endereço: Rua São Clemente, 134 – Botafogo
Tel.: (21) 2537-0036
Fax: (21) 2537-1114
Email: fcrb@casaruibarbosa.gov.br
Website: http://www.casaruibarbosa.gov.br
Horário: Ter-Sex, 9-18h – Sáb-Dom e feriados, 14-17h

Museu Casa do Pontal – Arte Popular Brasileira
O museu apresenta uma das mais lindas e abrangentes visões da cultura brasileira. A coleção, fruto de quarenta anos de pesquisa do designer francês Jacques van de Beuque, tem 5.000 obras de mais de 200 artistas de todo país. O museu situa-se em um aprazível sítio num dos mais belos recantos da cidade, há apenas 45 minutos de Copacabana, entre o mar e a reserva ecológica da serra de Grumari.
Visitas guiadas com marcação prévia.
Endereço: Estrada do Pontal, 3.295 – Recreio dos Bandeirantes
Tel.: (21) 2490-4013
Tel. e Fax: (21) 2490-3278
Email: pontal@openlink.com.br
Horário: Ter-Dom, 9:30-17h

Museu da Fazenda Federal
O museu reúne peças e documentos que divulgam a história econômica-financeira do País, a história do Palácio da Fazenda e seus Ministros.
Visitas guiadas para grupos com marcação prévia. Entrada franca.
Endereço: Av. Presidente Antônio Carlos, 375/A/1003 – Castelo
Tel.: (21) 3805-2003 / (21) 3805-2004
Email: museurj@.gov.br
Website: http://www.fazenda.gov.br
Horário: Seg-Sex, 9-17h

Museu da Imagem e do Som
Entrada franca.
Primeiro museu audiovisual do país, o MIS reúne precioso acervo com partituras, vídeos, filmes, fotos, gravuras de Franz Post, caricaturas de José Cândido, desenhos de Francisco de Paula, serigrafias de Scliar, Cildo Meireles e Aluísio Cravão, além de instrumentos musicais, rádios e vitrolas.
Coleção Augusto Malta – O Rio do século XX com seu Carnaval, tipos humanos, grandes mudanças arquitetônicas e urbanísticas entre 1903 e 1936. Coleção Almirante- partituras, fotos e roteiros de programas de rádio. Coleção Elizeth Cardoso – partituras, fotos, roteiros de programas de rádio, troféus, placas medalhas e indumentárias.da grande intérprete da música popular brasileira. Coleção Jacob do Bandolim – partituras, discos, fotos, fitas de áudio, livros, catálogos, revistas, recortes e documentação textual.do maior intérprete do chorinho. Coleção Nara Leão – formada por fotografias, troféus, medalhas, cartazes e documentos pessoais da cantora. Coleção Irmãs Batista- troféus, discos, fotografias e álbuns com recortes da trajetória artística das cantoras irmãs Linda e Dicinha. Coleção Salvyano Cavalcanti – livros e revistas sobre cinema além de fotografias. Coleção Rádio Nacional – discos, roteiros de programas, orquestrações de Radamés Gnatali e Guerra Peixe. Coleção Nelson Motta – fotografias de personalidades nacionais e internacionais do cinema, teatro, televisão e da música popular barsileira dos anos 60 e 80.
Endereço: Praça Rui Barbosa, 1 – Praça Quinze de Novembro – Centro
Tel.: (21) 2507-6210 / 2224-8461
Email: mis@mis.rj.gov.br
Website: http://www.mis.rj.gov.br
Horário: Seg-Sex, 10-17h

Museu da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro
Inaugurado em 1942, reúne objetos de valor material e histórico do século XIX, doados pela nobreza brasileira. Constam do seu acervo paramentos, documentos, alfaias e quadros, bem como móveis usados anteriormente na celebração das missas e cerimônias religiosas.

Endereço: Praça N. S. da Glória, 135 – Glória
Tel.: (21) 2557-4600
Email: irmandade@outeirodagloria.org.br
Website: http://www.outeirodagloria.org.br
Horário: Ter-Sex, 9-12h e 13-17h – Sáb-Dom, 9-12h

Museu da Imprensa Brasileira
O museu, o único especializado em história da imprensa do Brasil, ocupa uma área de 600 m2 na sede da Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro. Seu acervo constitui-se de publicações que registram momentos importantes da história, como o exemplar do jornal O Fluminense de 16 de maio de 1888, declarando a abolição da escravatura, a edição especial da Folha de São Paulo noticiando a morte de Santos Dumont e, ainda, a comemoração dos 100 anos da Proclamação da República, no Jornal do Brasil. Uma das principais atrações é a réplica da prensa utilizada por Gutemberg para imprimir pela primeira vez um livro através de tipos móveis: A Bíblia de Gutemberg, conhecida como o marco inicial da imprensa escrita. Através da exposição permanente “O Brasil na Era da Imprensa”, o visitante pode ver alguns livros, álbuns, exemplares raros de jornais do país, antigas máquinas de escrever e de impressão e composers eletrônicos.
Visitas agendadas para grupos. Entrada Franca.

Endereço: Rua Marquês de Olinda, 29 – Centro
Tel.: (21) 2620-1122
Horário: Seg-Sex, 10-17h

Museu da Justiça
O museu organiza e promove mostras permanentes e temporárias de documentos e peças que divulga a atuação do Poder Judiciário na História do Brasil desde os tempos coloniais. Uma visita ao museu inclui: o Plenário da Corte de Apelação do Antigo Distrito Federal, o Salão é preservado em seu estilo com o mobiliário original; Sala de Câmara Isolada – onde é mantida uma sala de sessão com aspecto do funcionamento das antigas Câmaras Cíveis e criminais; Salão dos Espelhos, reservado para exposições temporárias.
Entrada franca.
Endereço: Rua Dom Manuel, 29/3º – Centro
Tel.: (21) 2588-3765
Fax: (21) 2588-3766
Website: http://www.tj.rj.gov.br
Horário: Seg-Sex, 11-17h

Museu da Limpeza Urbana
O prédio é um raro exemplar da arquitetura do século XIX, tombado pelo IPHAN em 1938 e restaurado pela COMLURB em 1996 para abrigar o Museu da Limpeza Urbana. Além de contar parte da história desta cidade – como se desenvolveu e resolveu seus problemas, dando condições de vida a seus habitantes – promove atividades com visitas guiadas e recreação e, também, seminários, exposições temporárias, apresentações culturais e oficinas de reciclagem.
Entrada franca.
Endereço: Rua Praia do Caju, 385 – Caju – Casa de Banho de D. João VI
Tel. e Fax: (21) 3890-6027
Horário: Ter-Dom, 10-17h

Museu da República
O Palácio do Catete, sede da Presidência da República no período de 1897 a 1960 e palco da atuação de dezoito presidentes, presenciou alguns dos mais importantes acontecimentos da vida política nacional, como a declaração da participação do Brasil nas 1ª e 2ª Guerras Mundiais e o suicídio do Presidente Getúlio Vargas em 1954. Transformado em museu a partir da mudança da capital em 1960 para Brasília e fechado para restauração no período de 1983 a 1989, o Museu da República foi devolvido à população com um amplo projeto cultural que alia exposições, música, teatro, cinema, vídeo, lojas, restaurantes e livraria. Em 1993 passou a ostentar o título de ser o primeiro museu da América Latina informatizado, com quiosques de multimídia e um equipado centro de referência, colocando à disposição da população os seus 20.000 livros, 7.000 peças e 80.000 documentos, testemunhos da história de nosso país.

Visitas agendadas para grupos escolares.
Entrada franca às quartas-feiras.

Exposições Permanentes:

* A VENTURA REPUBLICANA
A história da República é contada a partir de movimentos históricos, manifestações culturais e cultos religiosos. Mostra composta de mais de mil peças do acervo do Museu, além de fotos, vídeos, luz e som, com curadoria de Gisela Magalhães e Joel Rufino dos Santos.

* EU, GETÚLIO
A mostra, de caráter multimídia e com curadoria dos artistas Cafi, Marcelo Dantas e Rico Lins, se debruça sobre o acervo pessoal do presidente Getúlio Vargas – documentos, livros, objetos pessoais e de campanha -, doado pela sua neta Celina Vargas do Amaral Peixoto. Dividida em quatro segmentos, a mostra Eu, Getúlio traça um perfil do estadista, relacionando-o com os acontecimentos marcantes da história recente.

* SALA DA CRONOLOGIA
Exposição de apoio às escolas apresentando os fatos mais importantes acontecidos nos últimos 110 anos da história brasileira, com algumas incursões pela história mundial. Complemento: vídeo “Nós, Brasil “, de Leticia Muhana e Beth Rito, patrocinado pela Ipiranga.

* ELETRIZE-SE!
Vídeo-instalação de Marcello Dantas no prédio do antigo gerador de eletricidade do Palácio.
Endereço: Rua do Catete, 153 – Catete
Tel.: (21) 2558-6350
Fax: (21) 2285-0795
Website: http://www.museudarepublica.org.br
Horário: Ter-Sex, 12-17h – Sáb-Dom-Feriados, 14-18h

Museu da Vida
Museu científico interativo que discute os temas ligados à vida, observando-a com o concurso de várias disciplinas (matemática, física, biologia, química, história, ecologia, etc) de modo a expor os testemunhos da ciência sobre a evolução do Universo e da Vida e as realizações do homem para compreendê-la. O museu tem vários espaços interligados pelo Trenzinho da ciência: Ciência em Cena (peças de teatro, oficinas de vídeo e laboratório de percepção); Biodescoberta (microscópios, planisfério e multimídia) e Parque da Ciência (13 brinquedos interativos ao ar livre). Também podem ser visitados o patrimônio arquitetônico, artístico e cultural da Fiocruz que possui coleções científicas, acervo histórico da ciência com realizações em Manguinhos desde a época de Oswaldo Cruz, o próprio castelo mourisco que pode ser visitado com acompanhamento de guia e a área verde.
Entrada franca. Visitas orientadas com marcação prévia por telefone, exceto aos sábados e domingos.
Endereço: Av. Brasil, 4.365 – Casa de Oswaldo Cruz – FIOCRUZ – Manguinhos
Tel. e Fax: (21) 2598-4221
Horário: Ter-Sex, 9-17h – Sáb-Dom, 10-16h

Museu de Arte Contemporânea
Projetado por Oscar Niemeyer, o museu reúne expressiva coleção de arte contemporânea brasileira. Numa área de 200m
2 com varanda periférica, descortinam-se o recôncavo de Niterói, o Pão de Açúcar, a Pedra da Gávea, o Penhasco do Corcovado e a baía de Guanabara.
Visitas guiadas com um mês de antecedência.

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/n – Boa Viagem – Niterói
Tel.: (21) 2620-2481 / (21) 2620-2400
Email: macniteroi@macniteroi.com
Website: http://www.macnit.com.br
Horário: Ter-Dom, 11-18h

Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro – MAM
Criada em 1948, a instituição ocupou as dependências do Banco Boavista, na Candelária, sendo transferida em 1952 para os pilotis do atual Palácio Gustavo Capanema, então Ministério da Educação e Cultura. Nesta segunda sede abrigou a primeira grande exposição do MAM, com obras premiadas na 1ª Bienal de São Paulo, em 1951, ao lado de trabalhos de diversos artistas brasileiros. Em 1958, com a transferência definitiva para o Aterro do Flamengo iniciou-se sua trajetória de incentivo à produção artística moderna. Esta construção representa um marco da arquitetura, resultado dos traços do arquiteto Affonso Eduardo Reidy e projeto paisagístico de Roberto Burle Marx. Desde agosto de 1990, quando retornou às suas atividades normais, após o incêndio ocorrido em 1978, o Museu vem realizando grandes exposições nacionais e internacionais. Atualmente, com cerca de 11.000 obras, seu acervo reúne esculturas e pinturas de artistas de renome internacional além de brasileiros como Bruno Giorgi, Maria Martins, Di Cavalcanti e, ainda, representantes do neoconcretismo como Lygia Clark, Helio Oiticica, Franz Weissmann, Amílcar de Castro e Wyllis de Castro.
Os horários podem sofrer modificações de acordo com as exposições em cartaz. A bilheteria fecha 30 minutos antes do término do horário de visitação.

Endereço: Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque Brigadeiro Eduardo Gomes – Centro
Tel.: (21) 2240-4944
Fax: (21) 2240-4899
Website: http://www.mamrio.org.br
Horário: Ter-Sex, 12-18h – Sáb-Dom-Feriados, 12-19h

Museu de Astronomia e Ciências Afins – MCP
É um dos institutos de pesquisa pertencentes ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq. Foi aberto para as atividades junto ao público em 1985 e desde então, tem produzido trabalhos em História da Ciência, em geral, do Brasil, em particular, em Divulgação da Ciência e em Museologia. Suas coleções são formadas basicamente por instrumentos científicos que pertenceram ao Observatório Nacional (ON/CNPq). Desde 1992 apresenta sua exposição permanente Quatro Cantos de Origem, na qual quatro aspectos da ciência moderna são abordados: A Origem do Universo; A Origem da Matéria; A Origem da Vida e a Origem da Informação. O projeto do Museu pretende mostrar como uma sociedade tecnologicamente avançada desenvolveu os conceitos de espaço e de tempo e, dessa forma, enfatizar a importância dos instrumentos científicos. Pode-se fazer a observação do céu, numa cúpula através de luneta equatorial (Heyde de 21 cms) construída na década de 30 de 1800, às quartas, sábados e domingos.
Visitas guiadas: Departamento de Educação.
Endereço: Rua General Bruce, 586 – São Cristóvão
Tel.: (21) 2580-7010 / (21) 2580-1383
Email:mast@mast.com.br
Website:http://www.mast.com.br
Horário: Ter-Sex, 10-17h – Sáb-Dom, 16-20h

Museu de Ciências da Terra DNPM
Iniciado em 1907, o acervo de minerais, rochas, minérios, meteoritos e fósseis oferece ao visitante uma rara oportunidade de apreciar tanto as belas formas naturais de cristais como as informações científicas sobre os mais diversos materiais geológicos nacionais e internacionais. Nas vitrines dos meteoritos – rochas vindas do espaço – o visitante pode observar as formas, cores e estruturas de materiais comprovadamente extraterrestres. O acervo em exposição conta hoje com cerca de 5.000 amostras geológicas.
Entrada franca.

Endereço: Av. Pasteur, 404/2º – Urca
Tel.: (21) 2295-0032
Fax: (21) 2295-4896
Email:wmuseu@yahoo.com.br
Website:http://www.dnpm.gov.br/museu1.htm
Horário: Ter-Dom, 10-16h

Museu de Farmácia da Santa Casa de Misericórdia
Peças e móveis de uso farmacêutico e coleções de vidros pintados manualmente e gravados a ouro.
Entrada Franca.

Endereço: Rua Santa Luzia, 206 – Centro
Tel.: (21) 2297-6611
Horário: Seg-Sex, 8-12h e 13-17h

Museu de Folclore Edison Carneiro

Instalado em dois casarões do final do século XIX, cujo conjunto arquitetônico é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, o Museu de Folclore Edison Carneiro foi criado em 1968, embora seu acervo venha sendo constituído desde a década de 1950, pela Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro. Sua exposição permanente, remontada em 1994, reúne cerca de 1.400 objetos que contam uma das muitas histórias possíveis sobre o homem brasileiro, organizada em cinco unidades temáticas: Vida, Técnica, Religião, Festa e Arte.
Endereço: Rua do Catete, 181 – Catete
Tel.: (21) 2285-0441
Fax: (21) 2205-0090
Horário: Ter-Sex , 11 -18h – Sáb, Dom e feriados, 15 -18h

Museu de Imagens do Inconsciente
O museu criado em 1952 pela doutora Nise da Silveira, reúne trabalhos de terapia ocupacional produzidos pelos internos do Centro Psiquiátrico Pedro II. Diretamente vinculado aos ateliers de pintura e modelagem da instituição, o museu recebe, a cada dia, novos documentos plásticos que formam um acervo estimado em 250 mil obras. As imagens do inconsciente, não são apenas decifráveis terapeuticamente, são verdadeiras obras de arte com harmonia, sedução, dramaticidade e beleza. Entrada franca. Visitas com marcação prévia.
Endereço: Rua Ramiro Magalhães, 521 – Engenho de Dentro
Tel.: (21) 3111-7464
Tel. e Fax: (21) 3111-7465
Horário: Seg-Sex, 9-16h

Museu de Odontologia Professor Salles Cunha
Equipamentos, livros e produtos da história de odontologia brasileira e mundial.
Endereço: Rua Barão de Sertório, 85 – Rio Comprido
Tel.: (21) 2504-0002
Fax: (21) 2504-3859
Horário: Seg-Sex, 14-16h

Museu de Tecnologia Educacional – Instituto de Pesquisas em Educação e Eventos Educacionais
A organização tem como objetivo o desenvolvimento da qualidade da educação. É vinculada com unidades educacionais e empresariais, organismos públicos e sociais e agentes propulsores da sociedade. Suas atividades estão concentradas nas áreas de pesquisas, desenvolvimento de recursos humanos, consultoria, publicações técnicas e informações educacionais.
Endereço: Av. Presidente Vargas, 418/21º – Centro
Tel.: 2253-3179
Fax: 2296-9460
Email:ipae@ipae.com.br
Website:http://www.ipae.com.br
Horário: Seg-Sex, 9-17h

Museu do Banco do Brasil
O Museu ocupa três salas do 4º andar do CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil, local onde funcionou até 1960, a Presidência do Banco. As peças em exposição são provenientes do acervo do CCBB Rio, da Biblioteca e do Arquivo Histórico. No material selecionado estão móveis, telas, cofres, vasos, lustres e luminárias, tinteiro, relógio, equipamentos, fotografias e peças da coleção numismática do Banco do Brasil.

Endereço: Rua Primeiro de Março, 66/4º – Centro
Tel.: 3808-2020
Horário: Ter-Dom, 10-21h

Museu do Bonde
Mostra fotográfica sobre a história do bonde no Rio de Janeiro, desde sua implantação até a extinção nos anos 60. Exposição de equipamentos, relógios registradores de passagens, uniformes de motorneiros e condutores, modelos, em escala, de bondes de passageiros e de serviços e o carro de um bonde, datado de 1907.

Endereço: Rua Carlos Brant, 14 – Santa Teresa
Tel.: (21) 2242-2354
Tel. e Fax: (21) 2222-1003
Horário: Diariamente, 9-16:30h

Museu do Índio
A construção de 1880, exemplo arquitetônico das residências do início da urbanização do bairro de Botafogo, é sede de um dos mais importantes acervos de povos indígenas da América Latina. Órgão científico-cultural da Fundação Nacional do Índio, o museu abriga 14 mil objetos, 500 mil documentos textuais, 16 mil obras nacionais e estrangeiras sobre etnologia indígena e áreas afins compõem o acervo da Biblioteca Marechal Rondon, uma das mais especializadas no tema, além de 50 mil imagens, entre fotos, filmes, vídeos e 200 registros sonoros. O jardim do museu abriga 4 ambientações em tamanho natural construídas pelos próprios índios. Os Guarani Mbyá da aldeia Sapukay, em Bracuí, Angra dos Reis construíram uma Casa de Reza, Opy. Os Kuikuro, do parque Indígena do Xingu (MT), fizeram a instalação dos troncos do Kuarup e também de sua casa tradicional, a Uné. A mais recente ambientação, realizada em 2002, foi a Jurá, casa Wajãpi. Ela foi construída como peça da exposição Tempo e Espaço na Amazônia: os Wajãpi. Cada uma das peças é vista como um recurso museográfico da alto envolvimento com o público e grande poder de comunicação. Elas acolhem o visitante transmitindo-lhe diferentes sentimentos e sensações.
Visitas orientadas para grupos, marcação prévia nos ramais 238, 239.

Endereço: Rua das Palmeiras, 55 – Botafogo
Tel.: (21) 2286-8899
Fax: (21) 2286-0845
Email:atividades@museudoindio.org.br
Website:http://www.museudoindio.org.br
Horário: Ter-Sex, 10-17h – Sáb-Dom, 13-17h

Museu do Primeiro Reinado
Casa da Marquesa de Santos. Projetado por Pierre Joseph Pézerat em estilo neoclássico, o Solar foi construído a mando do Imperador D. Pedro I para seu grande amor Domitila de Castro Canto e Melo – a Marquesa de Santos – que lá residiu de 1826 a 1829. O principal acervo da casa é o próprio prédio e seu interior, com pinturas murais de Francisco Pedro do Amaral e os baixos-relevos internos e externos de Marc e Zeppherine Ferrez. A história do 1º Reinado (1822-1831) é revelada através de documentos.
Entrada franca. Visitas orientadas para escolas e grupos com marcação prévia.
Endereço: Av. Pedro II, 293 – São Cristóvão
Tel.: (21) 2589-9627
Website:http://www.funarj.rj.gov.br
Horário: Ter-Sex, 11-17h

Museu do Rádio Roberto Marinho
Exposição de peças sobre a época dourada do Rádio brasileiro.
Endereço: Rua da Constituição, 78 – Centro
Tel.: 2232-6172
Horário: Seg-Sex, 13h – 17, exceto feriados

Museu do Trem
No acervo estão a “Baronesa”, a primeira locomotiva do país, o carro imperial usado por Dom Pedro II, o vagão presidencial usado por Getúlio Vargas.
Entrada Franca.

Endereço: Rua Arquias Cordeiro, 1.046 – Engenho de Dentro
Tel.: (21) 2269-5545
Email:museu@rffsa.gov.br
Horário: Ter-Sex, 10-12h, 13:30-16h – Sáb, 13-17h

Museu dos Teatros do Rio de Janeiro
Numa área de aproximadamente 200m
2 está reunido o acervo composto de 36.000 peças e documentos relativos a história das artes cênicas. Na pinacoteca, destacam-se os estudos de Eliseu Visconti para as pinturas da sala de espetáculos do Theatro Municipal; no mobiliário estão incluídas cadeiras do Teatro Lírico, principal casa de espetáculos do Segundo Reinado; o setor fotográfico possui cerca de 5.000 fotos de artistas e espetáculos; nos impressos são encontrados livros raros, alguns do século XVII, além da coleção de programas do Theatro Municipal; entre os manuscritos estão as partituras da ópera Jupira, de Francisco Braga; e, na parte de indumentária, trajes preciosos como os usados por Dulcina e Odilon em O Imperador Galante.

Endereço: Rua São João Batista, 105 – Botafogo
Tel.: (21) 2286-3234
Horário: Seg-Sex, 10-17h

Museu e Workshop Tour H. Stern
Exposição permanente do acervo, incluindo raras pedras preciosas em estado bruto, a maior coleção de turmalinas lapidadas do mundo e jóias premiadas em vários concursos internacionais.
Entrada Franca.
Endereço: Rua Garcia D’Ávila, 113 – Ipanema
Tel.: (21) 2259-7442
Email:tmk@hstern.com.br
Horário: Seg-Sex, 8:30-18:30h – Sáb, 8:30-14h

Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro
O prédio onde se encontra instalado o Museu foi erguido no século XIX e fazia parte da denominada chácara do Morro Queimado, transformada em fazenda de café, de propriedade do Marquês de São Vicente. Em 1887 foi adquirida pelo Conde de Santa Marinha que lhe deu as feições atuais. O Museu descreve a cidade do Rio de Janeiro desde sua fundação em 1565, até meados do século XX, destacando as principais transformações urbanísticas ocorridas em seu centro histórico. Com cerca de 17.000 peças, o acervo caracteriza-se como um importante núcleo iconográfico sobre a cidade, composto por artistas como Taunay, GrandJean de Montigny, Glaziou, Visconti, Bertichen, Stallone, além de mobiliário e fotografias.
Endereço: Estrada de Santa Marinha, s/nº – Parque da Cidade – Gávea
Tel.: (21) 2512-2353
Fax: (21) 2294-5990
Email:mcrj@pcrj.rj.gov.br
Website:http://www.rio.rj.gov.br/cultura
Horário: Ter-Dom, 11-17h

Museu Histórico e Diplomático
Raro exemplar de arquitetura neoclássica, o Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores de 1899 a 1970, foi construído sob projeto de José Maria Jacinto Rebelo e concluído em 1854 como residência. Em 1889 a casa foi vendida ao Governo Republicano e ocupado pela Presidência até 1897. Seu acervo comporta móveis, tapetes, porcelanas, estatuetas, pinturas. O Arquivo Histórico tem cerca de seis milhões de documentos que remontam a 1808. A Mapoteca reúne 31.800 peças entre mapas, cartas, atlas e globos. A Biblioteca compreende cerca de 160 mil volumes e folhetos, além de uma coleção de periódicos com mais de 1.500 títulos.
Visitas monitoradas com duração de 45 minutos. Entrada franca.

Endereço: Av. Marechal Floriano, 196 – Centro
Tel.: (21) 2253-7691
Fax: (21) 2263-3053
Horário: Seg, Qua, Sex, 14h, 15h, 16h (Visitas guiadas)

Museu Histórico Nacional
O Museu Histórico Nacional, criado em 1922, é um dos mais importantes museus do Brasil, reunindo um acervo de mais de 287.000 itens, entre os quais a maior coleção de numismática da América Latina. O conjunto arquitetônico que abriga o Museu desenvolveu-se a partir do Forte de Santiago, na Ponta do Calabouço, um dos pontos estratégicos para a defesa da cidade do Rio de Janeiro.
Entrada Franca aos domingos.

Atividades Permanentes:

* Colonização e Dependência
A trajetória do país através dos processos econômicos que o Brasil sofreu desde os tempos da Colônia.

* Memória do Estado Imperial
Revela os símbolos do poder do Estado Imperial no Brasil.

* Expansão, Ordem e Defesa
Aborda a formação da sociedade brasileira e os movimentos de expansão, e defesa do território nacional.

* No tempo das Carruagens
Coches, traquitanas e outros veículos do passado.

* Farmácia Homeopática Teixeira Novaes Reconstituição minuciosa da farmácia fundada em 1847, na Rua Gonçalves Dias, Rio de Janeiro, e fechada em 1983.

* Hall dos Arcazes Idéias e Imagens do Divino

* Pátio dos Canhões
Abriga a maior coleção de canhões do período colonial, legenda em Braile.

* Automóvel Protos
Em exposição permanente (a partir do Pátio Minerva, ao lado do Auditório), desde novembro de 1996, o automóvel PROTOS,de 1908, que pertenceu ao Barão do Rio Branco. De origem alemã, a marca PROTOS foi famosa no início deste século, graças à sua participação na lendária corrida New York-Paris.

* Escultura Equestre de D. Pedro II
Graças ao trabalho da equipe do Laboratório de Conservação e Restauração do Museu e ao apoio financeiro da Associação dos Amigos do Museu Histórico Nacional, foi concluída em 1999 a restauração da monumental escultura eqüestre de D. Pedro II, de autoria do escultor Francisco Manoel Chaves Pinheiro. Moldada em gesso em 1866, para comemorar a rendição de Uruguaiana em 18 de setembro de 1865, durante a Guerra do Paraguai, a escultura nunca chegou a ser fundida em bronze.

* Coleção Rodolfo Bernardelli
A coleção reune 60 peças, entre bustos, moldes e modelos, de Rodolfo Bernardelli (1852-1931), talvez o mais consagrado escultor formado pela Academia Imperial de Belas Artes.

* Coleção “Armaria”
Esta coleção é uma das mais completas e orgânicas do Museu Histórico Nacional. Com cerca de 2.000 exemplares, vem sendo paulatinamente completada. São peças de fabricação nacional e estrangeira, algumas das quais de extrema raridade.
Classificados de “caça e guerra” os objetos foram usados para caça, tiro ao alvo, guerra
e proteção pessoal.

* As Moedas Contam a História
No âmbito das comemorações dos 80 anos do Museu Histórico Nacional, estará aberta ao público a partir de dezembro de 2002 a exposição permanente “As Moedas Contam a História”, englobando desde os primeiros sistemas de troca utilizados pela humanidade até a implantação da moeda unificada – o Euro – para facilitar as transações comerciais entre os diversos países que integram a União Européia no século XXI.

* Acervo de Numismática
A coleção de numismática do Museu Histórico Nacional é a maior do gênero existente na América Latina e uma das mais importantes do mundo.

* Centro de Referência Luso-Brasileira
Tem como um dos obetivos divulgar a cultura lusófona entre os usuários do Museu.

Endereço: Praça Marechal Âncora, s/nº – Centro
Tel.: (21) 2550-9255 / (21) 2550-9220
Fax: (21) 2220-6290
Website:http://www.museuhistoriconacional.com.br
Horário: Ter-Sex, 10-17:30h – Sáb, Dom e feriados, 14-18h

Museu Internacional de Arte Naïf do Brasil – MIAN

O adjetivo naïf é o mais empregado para o gênero de pintura chamado também de ingênua e às vezes primitiva. O Brasil é um dos grandes centros de arte naïf. O museu está situado em belo casarão do século XIX, a 30 metros da estação do trenzinho do Corcovado e dispõe do maior e o mais completo acervo do mundo no gênero: 6.000 obras de artistas de todos os estados do Brasil e de pintores de mais de 130 países, desde o século XV até os dias de hoje. O MIAN é uma realização da Fundação Lucien Finkelstein e abriga sua coleção particular.
Visitas guiadas e preços especiais para grupos.
Endereço: Rua Cosme Velho, 561 – Cosme Velho
Tel.: (21) 2205-8612
Email:mian@museunaif.com.br
Website:http://www.museunaif.com.br
Horário: Ter-Sex, 10-18h – Sáb-Dom e feriados, 12-18h

Museu Judaico
Visitas guiadas. Entrada franca.
O museu fundado em 1977 tem como objetivo cultivar, preservar e dinamizar a cultura e a memória das tradições judaicas. O visitante terá acesso à exposições relativas à arte, cultura e história dos judeus. Arquivo de memória dos imigrantes judeus do Rio de Janeiro com documentos e fotografias, videoteca, livros e depoimentos.

Endereço: Rua México, 90/1º – Centro
Tel.: (21) 2524-6451
Fax: (21) 2240-1598
Email:museujudaico@uol.com.br
Website:http://www.museujudaico.org.br
Horário: Seg-Qui, 10-16h – Sex, 10-14h

Museu Nacional
O palácio que abriga o Museu Nacional desde 1892, foi doado ao príncipe-regente Dom João VI pelo comerciante português Elias Antônio Lopes, em 1808. Depois da queda do Império, foi quartel, escola e sede da primeira assembléia constituinte republicana. Hoje exibe esqueletos de animais pré-históricos, cerâmicas etruscas, ataúdes egípcios, múmias, armas e objetos indígenas de todo o mundo, minerais e animais taxidermizados. Parte dessa coleção, pertenceu a Dom Pedro II, que era botânico, e à imperatriz Teresa Cristina, arqueóloga. O museu dispõe ainda de um horto de 40mil m
2 e uma biblioteca de ciências naturais e antropológicas com 442 mil volumes.
Endereço: Quinta da Boa Vista, s/nº – São Cristóvão
Tel.: (21) 2568-8262
Email:museu@acad.ufrj.br
Website:http://www.acd.ufrj.br/museu
Horário: Ter-Dom, 10-16h

Museu Nacional de Belas Artes
O Museu Nacional de Belas Artes está instalado, desde sua criação em 1937, no edíficio da antiga Escola Nacional de Belas Artes. O edifício de estilo neoclássico é uma das marcas da abertura da então Avenida Central, hoje Rio Branco. Suas galerias abrigam obras de arte brasileira do século XVII ao século XX e obras de autores estrangeiros entre
pinturas, esculturas e desenhos. O museu possui também coleção de arte popular que atesta diversos aspectos regionais do país, coleção de imagens, coleção de medalhas, arte africana, mobiliário, além de salas para exposições temporárias. A biblioteca possui cerca de 15 mil publicações, incluindo obras nacionais e estrangeiras e está aberta de segunda a sexta, das 10 às 17h, com acesso gratuito.
Entrada franca aos domingos.

Endereço: Av. Rio Branco, 199 – Centro
Tel.: (21) 2240-0068
Fax: (21) 2262-6067
Email:adm@mnba.gov.br
Horário: Ter-Sex, 10-18h – Sáb-Dom, 14-18h

Museu Sítio Arqueológico Casa dos Pilões
O museu está instalado na primeira fábrica de pólvora do Brasil, datada de 1808. O visitante recebe informações através de gravações em português e inglês e pode ver o funcionamento da fábrica em maquete motorizada.
Endereço: Rua Jardim Botânico, 1.008 – Jardim Botânico
Tel.: (21) 2294-9349
Email:cvis@jbrj.gov.br
Website:http://www.jbrj.gov.br
Horário: Seg-Dom, 8-17h

Museu Universitário Gama Filho
Com um perfil de Instituição Memória seu acervo está relacionado à história da Educação no Brasil reunindo documentos e fotografias.
Entrada Franca.
Endereço: Rua Manuel Vitorino, 625 – Piedade
Tel.: (21) 2599-7117
Fax: (21) 2599-7190
Email:museugf@ugf.br
Website:http://www.ugf.br
Horário: Seg-Sex, 9-17h

Museu Villa-Lobos
Discos, programas de concertos nacionais e internacionais, partituras relativas ao compositor e maestro Heitor Villa-Lobos.
Entrada Franca.

Endereço: Rua Sorocaba, 200 – Botafogo
Tel.: (21) 2266-3845
Fax: (21) 2266-3894
Email:mvillalobos@ax.ibase.org.br
Website:http://www.ibase.org.br
Horário: Seg-Sex, 10-17:30h

Museus Castro Maya – IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
MUSEU DO AÇUDE
Estrada do Açude, 764 – Alto da Boa Vista
Tels.: 2492-2119, 2492-5219
acude@museuscastromaya.com.br
Horário: Qui-Dom, 11-17h.
Entrada Franca às quintas-feiras.
Localizado em área de 150.000m
2 de Mata Atlântica, cortada por 7,5 Km de trilhas sinalizadas e belos jardins ornamentados com louça do Porto. Instalações permanentes de artistas brasileiros contemporâneos como Iole de Freitas, Anna Maria Maiolino, Helio Oiticica, Nuno Ramos, Lygia Pape e José Resende encontram-se também no parque do Museu. Sua sede abriga importante coleção de azulejaria portuguesa dos séculos XVII a XIX, além de móveis coloniais brasileiros, porcelanas da Companhia das Índias e cerâmica oriental.

MUSEU CHÁCARA DO CÉU
Rua Murtinho Nobre, 93 – Santa Teresa
Tels.:2507-1932
Tel & fax: 2224-8981
chacara@museuscastromaya.com.br
Diariamente, exceto Ter, 12-17h.
Antiga casa do colecionador Castro Maya, reúne acervo de arte moderna (Portinari, Antônio Bandeira, Di Cavalcanti, Iberê Camargo, Guignard, Picasso, Matisse, Salvador Dali) mobiliários e objetos decorativos, além de coleção de Brasiliana, com mapas dos séculos XVII e XVIII, com pinturas, aquarelas, gravuras e álbuns de viajantes sobre o Brasil do século XIX (Debret, Rugendas, Taunay, etc). Projetada pelo arquiteto moderno Wladimir Alves de Souza, a casa oferece vista panorâmica da baía de Guanabara e do Centro do Rio.

Website:http://www.museuscastromaya.com.br


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>