Bairro do Flamengo



Flamengo é um bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro, junto da praia e do parque de mesmo nome. Seus limites são os bairros de Botafogo, Laranjeiras, Glória e Catete. Possui 53.268 habitantes, a vizinhança é eminentemente residencial de classe média, com alguns apartamentos de alto-luxo situados na avenida de frente para a orla (Praia do Flamengo).

O comércio e os serviços têm se mostrado muito fortes, principalmente depois da chegada do metrô em 1979 à região, consolidando o Largo do Machado e seu entorno como um dos subcentros do Rio. Segundo os moradores, uma de suas qualidades é a relativa segurança com que se pode andar à noite pelas ruas.

No entanto, o bairro mantém uma relação contraditória com a favela do Morro Azul que sofre com a exclusão social do contexto em que se encontra.

Alguns dos pontos notáveis do bairro são: Oi Futuro, Arte Sesc, Castelinho do Flamengo, Museu da República e o Parque do Flamengo.

Aterro do Flamengo à época dos Jogos Pan-americanos de 2007.O nome Flamengo é uma homenagem ao navegador flamengo, na verdade holandês, Olivier van Noort, conhecido como Le Blond, que a bordo do seu navio chamado Urca esteve no Rio de Janeiro no século XVII. Daí a origem de três nomes de bairros conhecidos na Zona Sul do Rio de Janeiro. Além dessa, há outras origens possíveis para o nome flamengo, às quais o historiador Brasil Gerson faz alusão em sua obra História das ruas do Rio.

Uma delas se refere à época das invasões holandesas ao Brasil. O nome teria origem na denominação dos prisioneiros também conhecidos por flamengos, que moraram na região durante o Seiscentismo (anos que abrangem o período de 1600 a 1699), trazidos de Pernambuco e transferidos para a região.

Uma segunda, está relacionada a presença de muitos flamingos trazidos para o Brasil das regiões banhadas pelo Mediterrâneo. Haveriam tantos que um oficial alemão dos batalhões estrangeiros do Primeiro Reinado, C. Schlichthurst, escreveu em seu livro de memórias O Rio de Janeiro como é: “… e passam voando os flamingos com o esplendor de suas cores brilhantes e borboletas variegadas de tamanho nunca visto…”.

O bairro serviu como berço para o Clube de Regatas do Flamengo, na altura do número 66 da Praia do Flamengo.

No entanto, antes do atual nome, o bairro recebeu ainda outras denominações.

Flamengo, Largo do Machado e Catete são as estações da linha 1 do Metrô Rio que dão acesso ao bairro. Suas principais ruas são a Rua Senador Vergueiro e a Rua Marquês de Abrantes, além das vias expressas do Aterro do Flamengo, que ligam a Zona Sul ao Centro da cidade.

flamengo1


Flamengo é um bairro residencial de classe média da zona sul do Rio de Janeiro. É um ótimo bairro para se morar pela sua proximidade com o Centro e também com o Parque do Flamengo, uma das mais extensas e agradáveis áreas de lazer da cidade.

 

Historia do Bairro do Flamengo

As origens do bairro do Flamengo remontam ao período da descoberta da Baía de Guanabara. Já em fins de 1503 ou início de 1504, o navegador Gonçalo Coelho abastecia de água a sua expedição na foz do rio Carioca, que desaguava na atual Praia do Flamengo.
Quando os portugueses por aqui chegaram já habitavam o lugar os índios Tamoios, do grupo Tupinambá. Eles ocupavam praticamente toda a orla da baía de Guanabara. Em função disso muitos dos nomes adotados para a região derivam da língua dos índios. O nome Guanabara, por exemplo, queria dizer rio de curvas ou seio de mar (LESSA, 2001, p. 57). A bem da verdade histórica esses índios, que ocupavam a região, foram expulsos, aculturados ou dizimados do local.
Embora os portugueses chamassem o lugar como Aguada dos Marinheiros, os Tamoios influenciaram na mudança do nome para rio Carioca em função de uma feitoria construída no local. Carioca, na língua dos Tamoios, quer dizer casa de branco (cari – branco; oca – casa) (LESSA, 2001, p. 57). Mais tarde o lugar também chegou a ser chamado de Sapocaitoba, que no linguajar dos índios significa “lugar onde se brada”, e que era por eles usados pelos portugueses para chamar de longe a fortaleza de São João, na Urca.

 

Parque do Flamengo
Bairro do Flamengo, junto à orla da Baía de Guanabara. Há sinalização ecológica, com placas indicativas com os principais equipamentos e placas educativas junto à ciclovia.
Estende-se do Aeroporto Santos Dumont ao início da Praia de Botafogo.
Projeto
O projeto paisagístico é de Roberto Burle Marx e os projetos de urbanização e equipamentos são de Affonso Eduardo Reidy.Área
1.325.590mData da Construção
1965Período Paisagístico / Linha Projetual
Moderno / Lazer interativo e paisagismo rodoviário
Tutela
FPJ

Horário
Parque aberto 24 horas.

Atrativos

Jardim monumental composto por plantas do mundo todo, com maravilhosa vista da Baía de Guanabara,extensa área verde, com diversas espécies de árvores e outras plantas.

Piquenique e áreas de playground são destaques para o visitante, diversas esculturas e espaços de lazer, destacando-se o Monumento à Estácio de Sá, de Lucio Costa e o Museu de Arte Moderna- MAM , o de Carmem Miranda e os Monumentos Nacional aos Mortos da II Guerra Mundial.

Setores esportivos ,com quadras de futebol, voley, basquete, tênis e campos de futebol soçaite,além de campos com gramado sintético.

 


Exibir mapa ampliado

Clique para ampliar o mapa 

 

 

 

         Videos

One thought on “Bairro do Flamengo

  1. É o nome do meu time.FLAMENGO É O MELHOR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>