Campo de Santana



campo-de-santana-1-770

Bem no centro do Rio temos um pequeno Oasis junto a estação de Metro, próximo da Central do Brasil estação da Supervia de trens, junto a ruas de comércio popular e vias de acesso principal ao centro. Êste local se chama Campo de Santana na Praça da Republica.

Um pouco de História do Campo de Santana

Nos tempos coloniais, a região atualmente praça da republica era um grande pântano. Com o tempo, a região foi sendo aterrada. O “Campo da Cidade” ou “Campo de São Domingos” passou a ser um marco divisório entre o Centro da cidade e a zona rural.

Em 1753, era chamado de “Campo de Santana”, nome originado da igreja nele construída, local de grande afluência de devotos, que foi demolida em 1854 para dar lugar à primeira estação ferroviária urbana do Brasil, a Estação Dom Pedro II. Em 1941, no lugar da antiga estação, foi inaugurada a atual Estação Central do Brasil.

campo-de-santana-mapa-500

No seu entorno, foram erguidos outros edifícios: o do Comando do Exército (1811), a sede da Prefeitura, a sede do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, a Escola Municipal Rivadávia Correia, a Casa da Moeda do Brasil (1863) – atual Arquivo Nacional, a Rádio MEC, a faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Igreja de São Gonçalo Garcia e São Jorge.

A região foi palco de momentos marcantes da história do país, como a aclamação do imperador Pedro I do Brasil, a Proclamação da República Brasileira (a casa de Deodoro da Fonseca ficava em frente ao Campo de Santana) e os protestos da Revolta da Vacina.

A denominação do local remonta ao Brasil Colônia em razão de sua proximidade à igreja consagrada a Santa Ana.

Cenário das cerimônias de coroação de d. João VI em 1818, de d. Pedro I em 1822 e, em 1841 de d. Pedro II, o campo recebeu a designação de Campo da Aclamação. Chamou-se por um tempo Campo da Honra.

Atualmente um imenso jardim com caminhos sinuosos, lagos, canais, pontes, grutas artificiais e recantos com muitas sombras, é resultado da intervenção paisagística de 1880 projetada por Auguste Glaziou, autor de diversos e belos jardins ainda existentes na capital e interior do Estado do Rio de Janeiro.

Na ocasião da inauguração a imprensa saudou elogiosa o “formoso jardim, o mais belo que se pode encontrar no centro de uma capital”.

Em 1890 foi palco das operações militares que resultaram na derrubada do último imperador, recebendo então o nome de Praça da República. No centro da ampla clareira central ergueu-se grande monumento à República.

campo-de-santana-capivara-770 

Localização

Praça da República, s/n em frente à
Estação da Estrada de Ferro Central do Brasil –Centro

Projeto
Auguste François Marie Glaziou e Francisco José Fialho
Área: 155.200 m² (15,52 ha)

Data da Construção
1873 a 1880

Tutela
FPJ/SMAC
Período Paisagístico / Linha Projetual
Estilo romântico inglês / Lazer contemplativo

Visitação
Todos os dias de 09:00 às 17:00 horas

Atrativos
Maior área verde do Centro, oferece ampla área arborizada, com bancos, alguns animais pelos jardins  e com esculturas históricas.

Campo de Santana é muito procurado para passeios, descanso e contemplação, pois o visitante pode desfrutar de toda sua beleza, mesmo em meio ao movimento do centro da cidade e admirar sua flora e fauna..

Qualquer duvida ou informação adicional sobre o Campo de Santana entrar em contato com a Fundação Parques e Jardins – FPJ  que é a responsável pelo local. Telefone: 2224-8088

Monumentos

pescador-napollitano-250Pescador Napolitano
Escultura de um menino brincando com uma tartaruga em mármore. Esta peça foi apresentada no Salão de Paris em 1831 e foi trazida para o Brasil.
Pescador Napolitano
Ficha técnica
Autor
François Rude

 

vicente-celestino Vicente Celestino
Trata-se de representação da cabeça de fisionomia de Vicente Celestino, um agradecimento ao povo carioca.
Vicente Celestino
Ficha técnica
Autor
Tito Bernucci
Inauguração
4 de agosto de 1970


 

Mapa do Campo de Santana

 


Exibir mapa ampliado

Fotos do Campo de Santana

campo-de-santana-4-770

campo-de-santana-6-770

campo-de-santana-5-770

 


 

2 thoughts on “Campo de Santana

  1. Um lugar que tem tudo para ser um local de lazer fantástico,
    a atual administração até que melhorou o local, está faltando
    mais rigor em termos de segurança, acabar com a vadiagem que
    ali se instalou, acampando e sujando o local, usando as árvores
    como banheiro, defecando e mijando, até banho eles tomam nos lagos.

  2. Fiquei preocupada pois achei meio deserto com pessoas estranhas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>